Tempo de leitura: < 1 minuto

Em interesse parecer o advogado-geral do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias exarou entendimento que o direito ao esquecimento não possui alcance transnacional. O cidadão europeu tem direito de remover links para seus dados pessoais publicados pelo Google, por exemplo. Contudo, tal medida não atingiria domínios estrangeiros ainda que utilizem informações privadas para o uso comercial. O parecer, ainda que opinativo, é uma importante sinalização quanto ao alcance da efetividade da norma europeia. O Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias decidirá agora se adota ou não o parecer do advogado-geral.

Fonte para o parecer em francês: clique aqui.